14/03/2014

CARECADA GERAL!

A lua só está comletamente cheia amanhã ou depois, mas vá-se lá perceber porquê: hoje foi dia de ir ao baeta, em Luang Prabang. Depois das orações e dos tambores das quatro da tarde, monges e noviços juntaram-se nos mosteiros - e munidos de tradicionais lâminas de barbear, raparam cabelos e sobrancelhas uns aos outros.

Tive a sorte de ser desafiado para assistir a este descontraído ritual que se repete todos os meses, num templo dos arredores de Luang Prabang.

Passara parte da manhã à conversa com o Jay, um noviço que costumo visitar quando estou no Laos, desta vez levei-lhe uns cadernos com exercícios de gramática em inglês - quando ele me contou que tinha combinado ir ter com uns amigos ao mosteiro deles, à tarde, para raparem o cabelo uns aos outros.

"Aparece lá às quatro", disse-me, "e se quiseres também podes rapar."

Bem: não me atrevi a tanto... mas além de umas fotos engraçadas, acabei por me ver com uma lâmina na mão... a rapar o cabelo a um dos miúdos. Mas esse momento fica para outro post. Agora interessa partilhar as cores e as emoções que fizeram esta tarde:













5 comentários:

Joaninha disse...

ainda vais a tempo de rapar..... a lua só muda daqui a 2 ou 3 dias, bjss

Anónimo disse...

Sim, porque o Jorge só corta o cabelo no seu cabeleireiro em Saigão. E Luang Prabang não é Saigão! :p

Joana (Indochina 18 - Favas com chouriço)

Clara Amorim disse...

Pelas caras deles, parece que levam isto muito a sério...!

Jorge disse...

Pois é, Clara - na maior parte das fotos os miúdos parecem sérios. Mas a verdade é que estavam muito divertidos e a rir uns dos outros. A não ser quando estavam sentados no balde - daí parecer mais sério do que na realidade foi.

Anónimo disse...

Que cores!!!!!!!!!!