15/03/2014

AGORA QUEM RAPA SOU EU

Os miúdos bem que me desafiaram a rapar também o cabelo - mas tendo em conta que estou prestes a receber mais um grupo da Indochina, achei que era melhor manter alguma compostura. Fica para outra oportunidade ;)

Deixei-me sossegadinho a registar o ritual. A certa altura, quando acabou de rapar o cabelo a um dos noviços, o Jay sorriu e esticou o braço na minha direcção, oferecendo-me a lâmina de barbear. Outro miúdo já se tinha sentado no balde de plástico, esperando pacientemente a sua vez.

"Deixa lá as fotografias e rapa tu o cabelo a este", disse-me o meu amigo.

Passei-lhe a máquina e tomei as rédeas do momento:





2 comentários:

Unknown disse...

Estás um barbeiro feito Jorge :)
Abraços

Clara Amorim disse...

É isso mesmo!!! Que tanto jeitinho! ;)