09/07/2010

DOĞUBAYAZIT

Nome difícil de dizer, principalmente se tivermos em conta que aquele "g" com acento circunflexo invertido é mudo, ou mais ou menos mudo, e o primeiro "a" lê-se quase como um "e"... primeiro que eu conseguisse perceber. E quando finalmente me habituei a dizer qualquer coisa compreensível ao ouvido turco, eis que os curdos me dizem "não, diz apenas beyazit, à maneira curda, assim toda a gente sabe que tu tens amigos curdos".

Seja qual for o nome, a verdade é que o lugar é de sonho. A cidadezinha é feiosa, não vale a pena dar a volta ao assunto, fingir que não é - mas em redor... o monte Ararat... o palácio Ishak Pasa... é difícil descrever. É uma paisagem ao mesmo tempo inóspita e romântica, que tanto nos transporta para tempos bíblicos como para imaginários místicos, quase irreais. É um lugar onde muito facilmente imaginamos dragões e exércitos, tempestades e milagres, personagens que nos fazem sonhar.

Hoje ficam as fotos, daqui a um mês lá estarei outra vez.
















2 comentários:

Filha do Vento disse...

Parece ser um local magnífico! As fotos estão estrondosas!

Jorge disse...

Obrigado...