21/02/2007

CHEGUEI


Demorei 24 horas, mas cheguei.

Estou de volta à cidade dos quinze-dezasseis-dezassete... vinte milhões?! Cresceu assim tanto desde a última vez?

Sinto na pele o beijo suado de Bombaim. O beijo quente e pesado que desarma ao primeiro instante, é a forma da cidade deixar bem claro quem é que manda aqui. Um beijo suado, agressivo, apaixonado, cheio de desespero e energia e histórias por contar.

Dez e meia da noite: 29 graus Celcius.

Saio do aeroporto e encontro sorrisos que já não via há dois anos. Abraçamo-nos uns aos outros, rimos, contamos algumas peripécias e discutimos o calor, o trânsito e a cidade que não pára de crescer. Arrumamos as coisas no carro. Não passaram ainda cinco minutos, mas é como se nunca tivesse saído de Bombaim.

2 comentários:

Vekas disse...

Olá mano,é realmente fantastico chegar a um lugar de tanta energia e encontrar aqueles amigos de distancia.
Aqui também já deixas saudades e ainda agora passou o q?? 2 semanas?? mais?? menos?? lol
N sei...
mas podes ter a certesa que estas a deixar aquela saudadinha.
Bem agora que já melguei, deixo aqui o beijinho e muita magia para continuares com força essa tua "missão".

Anónimo disse...

Olá Jorge, sou colega da tua tia Patrícia na escola. Acabei de chegar da Índia. Não estive em Bombaim, mas estive em Deli, darjeeling, no Sikim e em Calcutá. Adorei, compreendo esta necessidade de estar na Índia. Boa
estadia é conte por favor as suas aventuras...
Maria Antónia Lemos